sábado, 10 de novembro de 2012

Comendo sozinho

1 ano e 9 meses!

Daí que ele aprendeu mesmo a comer sozinho.
E então todos os problemas na hora da refeição acabaram!

E eu percebi que TUDO passa depressa demais...



Beijos nossos!

Miguel cantando

Daí ele quis colocar a "opa de pince".
Depois ele subiu sozinho no "cainho". Detalhe: fazia meses que nem encostava no carrinho.
E disse:
_ Miguel vai nanar.
E, sem mais, começou a cantar:



E a mamãe ficou... BABANDO!!!!

LINDOOOOOOOOOOOOOOO!!!

terça-feira, 6 de novembro de 2012

O MEU MUNDO AZUL, DE BOLAS E CARRINHOS

Então ontem, dia 05/11/2012, às 17h, com 15 semanas e 6 dias de gestação, a confirmação: É MENINO!

No fundo, eu já sabia que mais um príncipe estava habitando o meu ventre. Mas estava ansiosa por essa confirmação.

O mais legal disso tudo não é que eu amo ser mãe de menino (embora eu ame MESMO) e nem que não me vejo mãe de menina (ok, não me vejo, mas aprenderia, né?). O mais legal disso tudo é que, sem dúvida, essa era a melhor alternativa para o meu Miguel. Afinal, ele vai ganhar um companheiro de brincadeiras e travessuras. Alguém para dividir os brinquedos e os segredos. Alguém que, provavelmente, gostará de bola tanto quanto ele. Alguém que poderá fazer-lhe companhia nas aulinhas de futebol e nas idas ao campo com o papai. Alguém com quem conversar, antes de dormir, sobre as namoradas. Um amigão pra curtir a infância e um amigão pra curtir a adolescência. Vão brigar às vezes, certamente, como todos os irmãos. Mas, não tenho dúvidas, está aqui dentro da minha barriga o melhor amigo do Miguelzinho.

E eu... bem... Continuo sendo única entre os homens da minha vida! E isso é bom, né? Fala sério!!!

O pequetito já tem 14cm. É grande para a idade gestacional, mas eu fiz sim as contas certinhas!!! É agitado na barriga como o irmãozinho mais velho: pula, faz piruetas, coloca os bracinhos para cima, vira-se de um lado para o outro. E eu já estou sentindo as mexidinhas há cerca de duas semanas. Estava louca para sentir isso de novo. Quem já passou por isso sabe que não exagero ao dizer que é uma sensação indescritivelmente maravilhosa. Uma das melhoras da vida!

 Estou feliz. Sinto-me muito, muito abençoada. Abençoada pela minha saúde, pela saúde da minha família, por estar sendo capaz de, de novo, gerar um bebê, por tudo estar, de novo, correndo tão bem. Só tenho razões para agradecer MUITO a Deus por esse mundo azul que Ele me proporciona.

Obrigada, Senhor!

E aí está uma foto do meu caçulinha:






Seja muito bem-vindo, meu filho!!!






E uma do meu primogênito gatíssimo:




_"Adê" o Miguel?
_ Achou!!!






 Beijos nossos!