segunda-feira, 30 de maio de 2011

E um ano atrás, no diário de uma futura mamãe...

Sábado, 29/05 de 2010

Diego está em SP desde ontem à noite. Fim de semana sem o marido não é legal. Para me distrair, vou ao shopping fazer comprinhas. Na volta, dirigindo calmamente pela Av. Catalão, sinto um baque: "puxa... bateram na minha traseira". Tenho medo de descer do carro; estou sozinha. Que Deus me proteja. Desço trêmula. Vejo que, do carro de trás, descem uma senhora e um garoto de aproximadamente 18 anos. Não parecem assaltantes (alguém assaltaria alguém em plena Catalão, à luz do dia de um sábado cheio de trânsito? Creio que não, mas...). O garoto, apavorado, vai logo se desculpando, dizendo que não está habituado àquele carro, que vacilou, etc. A mãe dele parece ainda mais apavorada, pedindo que - na ocorrência - eu diga que ela estava ao volante. "Ele não deve ter carteira" - penso. Como ninguém sabe o que fazer, ligo para o meu pai e peço que ele me encontre na minha rua, já que os dois também moram no Castelo. Meu pai nos acompanha até a delegacia, trocamos telefones e tudo fica acertado.

Acho melhor contar para o Diego só amanhã, quando ele chegar a BH. Ele não vai gostar.

Almoço na casa dos meus pais. Mais tarde, tenho horário na manicure. Resolvo passar em casa antes (não me lembro o porquê) e peço à minha irmã que vá comigo. Ela topa. Ao sair de casa, peço que ela dirija o meu carro, me deixe na manicure e suba de carro para a casa da minha mãe. Ela topa. A garagem ficou estreita? Não! Ela é barbeira? De jeito nenhum! Mas o fato é que, ao tentar sair da garagem, a Thami leva um pedaço da parede e deixa um pedaço da porta do carro. Ela se apavora. Eu rio. Tiro o carro da garagem e penso no Diego: "Será que ele vai acreditar que o carro foi batido duas vezes num único dia e eu não tive culpa em nenhuma das duas vezes?"; "Será que alguém já bateu o carro duas vezes em um só dia?".

Nenhum morto e nenhum ferido. Graças a Deus, salvaram-se todos.

O dia termina bem (hã?). Deito-me sozinha na cama e, entre tudo o que aconteceu, lembro que minha menstruação não desceu. "Bom... é certo que sou um reloginho, mas é o primeiro mês que fico sem meu anticoncepcional e isso pode bagunçar o ciclo um pouquinho.".

Durmo bem.

Domingo, 30/05 de 2010

Acordo disposta. Tenho de fazer compras (não. no shopping não; no supermercado!). Ao abrir a porta de casa, dou de cara com o carro amassado na traseira e na lateral. Rio de novo. Se não foi trágico, só pode ser cômico. Vou ao Carrefour, faço compras. Na saída, vejo a farmácia e lembro que minha menstruação não deu sinal de vida. "Tudo bem que pode ser o ciclo que ficou irregular. Mas um teste é tão baratinho... Vou comprar!". Compro. Guardo na sacolinha.

Chego em casa, descarrego as compras, guardo tudo, faço festinha com a Luna, que acaba de ganhar um petisco recém-comprado e... acho o teste. Decido fazer aquela hora mesmo "Não é a primeira urina do dia, mas não devo mesmo estar grávida... vou fazer.". Dirijo-me ao banheiro. Luna vai atrás e fica na porta, me olhando. Coloco a tirinha no potinho com a urina, lavo as mãos, brinco com a Luna. Volto para dar uma olhadinha: "Vou jogar logo isso fora. Estou com fome. Quero almoçar.". "Peraí... há algo errado com essa tirinha. Estou vendo duas linhas nítidas. Ela deve ser o contrário da maioria." Leio o rótulo, a bula, o código de barras, as instruções e até o slogan da farmácia. Fico sentada no vaso. Rio. Choro. Agarro a Luna e conto a ela que há um irmãozinho na minha barriga. Ela me lambe. Tento ligar para o Diego. Não consigo. A prova duraria a tarde inteira. "E agora? Ele não me perdoaria se alguém soubesse antes dele." Resolvi desabafar só com a minha Luninha mesmo, que é uma cachorra boazinha e não contará a ninguém. Ela fica feliz. Parece entender. Me lambe de novo.

Corro até outra farmácia. Compro outro teste, de outra marca. Duas linhas de novo!

Almoço na casa da minha mãe. Nervosa, quase não converso. Tento ligar para o Diego de 2 em 2 minutos. Tento também o celular do Igor, um amigo que fazia a prova com ele. De vez em quando, vou ao banheiro e dou uma olhada nas duas tiras (sim. levei-as comigo). As duas linhas em cada tira continuam lá.

Bem no fim da tarde, consigo falar com o Igor: "Peça ao Diego para me ligar assim que ele terminar a prova. É muito urgente. Sim; está tudo bem, mas preciso falar com ele. Obrigada!". Diego liga alguns minutos depois. "Amor, estou grávida! Sim. Fiz teste duas vezes!". Ele não acredita. Ou não consegue raciocinar. Diz que já está no aeroporto e pede que eu o espere em casa e não conte nada a ninguém (ufa... ainda bem que só contei para a Luna). Vou para casa. Ele chega logo, mas me parece que demorou uma eternidade. Mostro as tirinhas. Ele fica atônito. Me abraça. Sorri. Fica mudo.

Resolvemos sair e dar a notícia aos nossos pais e irmãs. Me lembro do carro. Ele nem reparou quando entrou. Conto a ele. Ele não dá a menor importância. Vamos à casa da minha mãe. Todos ficam felizes. O mesmo acontece na casa da mãe dele.

Voltamos para casa felizes, diferentes, especialmente encantados. Com um sorriso no rosto, adormeço pensando que aquele havia sido o último fim de semana antes de eu me tornar MÃE. Afinal, embora eu estivesse grávida há 15 dias, foi naquele 30/05/2010 que tudo mudou dentro de mim!


E aqui está o resultado do teste deitado sobre a primeira a saber dele!

domingo, 29 de maio de 2011

4 meses de Miguel

E hoje meu pequeno comemora seu 4.º mesversário! E eu comemoro junto!

- Comemoro o quanto ele é lindo e o quanto está crescendo e se desenvolvendo forte e saudável;
- Comemoro o quanto ele é doce e me enche de carinho;
- Comemoro o quanto ele é sorridente;
- Comemoro todas as gargalhadas com as quais ele me presenteia quando (sempre) lhe dou um beijinho no nariz ou no queixo;
- Comemoro o quanto ele brinca feliz com os brinquedinhos ou mesmo com as mãozinhas (as dele e as minha);
- Comemoro o quanto ele gosta de me segurar (seja pela mão, pela roupa ou pelos cabelos);
- Comemoro todos os gritinhos de felicidade ao conversar comigo;
- Comemoro o quanto ele é bem-humorado, mesmo ao acordar e mesmo ao ser acordado;
- Comemoro todos os novos vocábulos que ele aprende a cada dia;
- Comemoro todas as vezes que eu o flagro tentando se sentar sozinho (se não estou por perto, ele cai pra frente, tamanha é a força);
- Comemoro os estalinhos que ele faz com a boca, tentando (e conseguindo) imitar os beijos que jogo para ele;
- Comemoro todas as vezes que ele procura meus seios, ávido pelo único leitinho do mundo que é temperado com amor;
- Comemoro todas as vezes que ele para de mamar, sorri para mim e volta a mamar;
- Comemoro cada segundo que tenho os meus olhos refletidos nos dele e vice-versa;
- Comemoro toda a felicidade que mora em mim há exatos 4 meses.

E tenho muitos, muitos mais motivos para comemorar. Sou abençoada por ter um filho tão maravilhoso.

Filho, jamais terei palavras para expressar o meu amor por ti. Amo-te muito além do amor. Tu és a minha vida; a razão do meu existir. Tudo o que há de melhor em mim é por ti e para ti! Obrigada, anjo meu, simplesmente por existir perto de mim!
Muitos beijos,
Mamãe



sábado, 28 de maio de 2011

Como encontrar a escola ideal para o seu filho

Olá!

Quer dicas sobre como encontrar a escola ideal para o seu filho? Clique aqui ou digite http://demaesparamaes.blogspot.com/2011/05/volta-ao-trabalho.html.

Um beijo!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Miguelzinho em crise, Mamãe chateada

Estou passando para contar que o Miguel está em crise. A primeira desde que nasceu e isso me assusta!

Nem parece o meu bebê.

Eu não exagero quando digo que o pequeno não chora. Ele não chora MESMO. Ele se comunica muito facilmente e descobriu muitas formas de pedir o que quer. E como é sempre atendido, não tem motivo para chorar.

Imaginem, então, que ontem e anteontem o pequeno chorou a tarde toda e a noite toda. Sem motivo aparente. Um choro alto, quase aos gritos, nervoso!

Dormiu a madrugada toda (8hs seguidas), como sempre.

Rezei bastante para que ele melhore logo. Não estamos acostumados a crises. Estamos acostumados a passar o dia brincando, passeando, conversando, nos curtindo! Nos dois últimos dias, salvo poucos minutos, ele só ficou calmo enquanto dormia. E só dormia com muuuuuuuuito custo.

Dói ver meu bebê tão nervoso. Passe logo, crise!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Novo Blog: DE MÃES PARA MÃES

Ei, Pessoal,

Tudo muito bem na terra de Miguel. Apenas fizemos uma viagem rápida e eu acabei "perdendo o fio da meada" aqui na blogosfera. Mas vou me atualizar rapidinho. E dá-lhe leitura dinâmica, pois QUANTA coisa acontece nesse nosso mundo virtual em 3 dias, não é?

Especialmente no último final de semana, aconteceu algo muito legal na blogosfera materna: a estreia do blog DE MÃES PARA MÃES, do qual eu tenho a honra de ser uma das autoras.

Por aqui, continuarei contando as graças de meu pequeno. Por lá, procurarei falar de assuntos mais gerais, de "utilidade pública". Espero que vocês gostem e, claro, conto com todos os meus seguidores por lá também, hein?

Beijosss

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Meu ranking - Produtos testados por mim

Como sou muito curiosa, testo muitos produtos. E todos de uma vez. Para mim, é impossível terminar um frasco (do que quer que seja) para começar outro. Não tenho a menor disciplina quanto a isso, pois a curiosidade me corrói. Se tenho vários produtos, quero saber qual é bom, qual é melhor, de qual eu gosto mais, qual é mais cheiroso, etc. etc. Ahhh e além disso eu enjoo de tudo muito facilmente: é raríssimo eu usar qualquer coisa até acabar. Sempre fui assim com as minhas coisas e agora estou assim também com as coisas do Miguel.

Isso vale pra tudo: produtos de higiene pessoal, como shampoos, cremes, óleos, desodorantes, sabonetes, produtos de limpeza, como sabão em pó, multiuso, amaciantes, detergentes, desinfetantes, além de perfumes (tenho uma verdadeira coleção) e, agora, fraldas, pomadas, lencinhos, etc. etc.

Daí que, por um lado, minha mania é péssima, pois sempre tenho armários, prateleiras, gavetas, closet lotados. Por outro lado, acabo conhecendo vários produtos e, aos poucos, criando as minhas listas de preferências. Se alguém me perguntar sobre perfumes (e sempre tem mesmo alguém para me perguntar), tenho sempre uma listinha para citar de cabeça. Quero poder fazer o mesmo com os produtos de bebê, afinal logo terei sobrinhos e mais sobrinhos. Só que a memória pode falhar. Assim, resolvi criar o meu ranking de produtos infantis. Começo agora e, de vez em quando, volto para atualizar a lista.

Para ficar didático, além e eu listar os produtos em ordem de preferência (considerando sempre custo x benefício), colocarei em VERDE os produtos aprovados e em VERMELHO aqueles de que eu não gostei, não indico e não comprarei novamente.

FRALDAS
1- Pampers New Baby (até P) e Noturna e Diurna (M em diante)
2- Huggies Natural Care
3- Johnson's baby Toque de Proteção
4- Pampers Total Confort
5- Pampers Supersec
6- Turma da Mônica Soft Touch
7- Turma da Mônica Tripla Proteção

POMADAS
1- Bepantol
2- Dermodex
3-Hipoglos Amêndoas
4- Turma da Mônica

SABONETES
1- Linha Baby Boti - O Boticário
2- Linha Johnson's Baby
3- Linha Granado Baby
4- Linha Mamãe e Bebê - Natura

SHAMPOOS E CONDICIONADORES
1- Linha Baby Boti - O Boticário
2- Linha Johnson's Baby
3- Linha Granado Baby
4- Linha Mamãe e Bebê - Natura

CREMES E LOÇÕES HIDRATANTES
1- Linha Johnson's Baby

LENÇOS UMEDECIDOS
1- Johnson's Baby
2- Turma da Mônica - Huggies (verde)
3- Huggies Natural Care (vermelho)
4- Baby Wipes

ÓLEOS
1-Johnson's Baby (Amêndoas e Puro)
2- Natura Mamãe e Bebê (o cheiro é forte para passar no bebê, mas é ótimo para ser pingado na água da banheira)

SOLUÇÃO COM AÇÃO ANTISSÉPTICA
1- Higiapele - Johnson's


Opiniões e sugestões são muito bem-vindas. Principalmente quanto a produtos que ainda não testei e que alguém recomende. Falta alguma categoria?

Beijos

domingo, 15 de maio de 2011

Há um ano começava uma linda história

Porque, há exatamente um ano, começava a crescer dentro de mim o bebê mais lindo e amado da face desta Terra.

Obrigada, Miguel, vida minha, por ter me escolhido para ser tua mãe. Sou muito mais feliz por isso! Amo-te infinitamente!

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Mamaço Coletivo

Pra gente pensar: como um país pode se orgulhar de apresentar tanta mulher nua no carnaval e impedir que se amamente em certos locais públicos????

Uma mamãe foi impedida de amamentar seu filho de dois meses no Itaú Cultural. Em protesto, várias mamães estarão hoje (12/05/2011, das 14h30 às 17h) no mesmo Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149 – São Paulo) - que agora resolveu apoiar a causa.

Quem quiser ler mais, clique aqui.

Como moro em BH e não estarei presente no mamaço coletivo, faço o meu protesto via blog mesmo!


O Facebook também está excluindo fotos de usuárias amamentando, sob a justificativa de o ato ser obsceno (hã????). Veja aqui. O blog Mamíferas propôs um protesto também via Face. Bora trocar as fotos de nossos perfis???


 
Beijos!!!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Sobre a licença-maternidade... E o fim dela

Pessoal,

Fui convidada pela Dani para falar, no blog dela, sobre o fim da licença-maternidade, a minha decisão de voltar ao trabalho e sobre as dores e os sabores que permeiam essa decisão.

Como eu, há várias mamães passando por essa fase e elas, certamente, também têm muito a dizer. Estão todas convidadas a participar da conversa: http://navemamae.blogspot.com/2011/05/que-vai.html. Compartilhar é, sem dúvida, reconfortante.

Já tenho novidades sobre o assunto. Visitei muitas, muitas escolas e - acho - encontrei o lugar ideal para o meu Miguel. Tenho muito a dizer sobre essa busca e sobre detalhes (positivos e negativos) com os quais me deparei ao longo desses dias. Mas isso é assunto para outro post.

Por agora, basta dizer que a dor ainda é enorme, mas que há dentro de mim a certeza de ter tomado a decisão mais acertada.

Dani, obrigada pelo convite, pelo espaço.

Beijos!

sábado, 7 de maio de 2011

quinta-feira, 5 de maio de 2011

3 meses de meu amor

Sumimos, né?

Pois o motivo é um só: a mamãe aqui anda tristinha de tudo porque em dois meses volta a trabalhar. Não quero falar sobre isso agora (não ainda), mas apenas registro que gosto do meu trabalho, me orgulho dele, mas não sei como vou sobreviver 10 horas do meu dia sem o Miguel! Nunca pensei que doeria tanto.

Lágrimas.

**********

Semana passada o lindo completou 3 meses. Parece que ontem mesmo eu trouxe para casa um bebezinho tão pequeno... Hoje tenho um bebezão tão lindo, esperto, comunicativo, risonho, brincalhão e carinhoso.

Ele deu para fazer gracinhas: faz barulhinhos com a boca (como um estalinho). Acho graça. Ele ri e faz de novo. Rio mais. Ele ri muito, olhando para mim. Aí ele tenta fazer o biquinho para fazer o estalinho de novo. Tenta e não consegue, pois a boquinha insiste em rir. É fofo demais. Como quando queremos controlar o riso e é impossível. Aí ele cai na gargalhada e desiste do biquinho. Tem como não ser uma gracinha proposital???

Ahhh e agora ri para os outros por aí. Enquanto a pediatra o examinava na semana passada, ele ria e ria. No elevador do shopping, no meu colo, ria para todos, agradecendo os elogios que recebia. Aí não vale... Uma fofura sem tamanho!

E faz denguinho: no colinho, quando conversamos alegremente com ele, ele sorri bem grandão e esconde a carinha em algum cantinho do colo, como se fazendo de tímido. Meu coração falta saltar do peito de tanto amor!

Agora o colocamos sentadinho no bebê conforto (já mais inclinado; não deitado) e ele brinca de verdade: com as mãozinhas (as dele e as nossas), com o mordedor, com o elefantinho... E segura tudo já com firmeza. Brinca também no tapete de atividades, batendo a mão em todos os brinquedinhos.

Já fica sentadinho com apoio. Tem ótimo controle da cabecinha e do tronco e mostra muita, muita força nas perninhas. Chuta e empurra com vontade tudo o que aparecer pela frente. Deitado de bruços, ergue a cabeça e o tronco e mantém a posição por bastante tempo; que flexão de braços! Um atleta esse meu lindo!

Os cabelinhos estão enormes! E até agora não deram sinal de que vão cair. Acho que terei mesmo de levá-lo ao cabelereiro.

Como é calorento esse meu filho! Dizem que devemos vestir o bebê com apenas uma camada fina de roupa a mais do que estamos usando. Se eu (Friorenta com F maiúsculo) fizer isso, sufoco Miguel de calor. Ele sua tanto, que chego a ter de trocar a roupinha por estar molhada. E o cabelinho, então? Fica ensopado! Eu não sei dormir descoberta. Para ele, um lençolzinho é suficiente para ele passar muito calor. Tenho de ficar sempre de olho!

A pediatra disse que já passou da hora de eu colocá-lo para dormir no bercinho, no quartinho dele. Disse que não há motivos para eu mantê-lo no moisés em meu quarto; até porque ele dorme a noite toda. Quer saber? Não dá. Ele vai ficar lá até quando couber. Ainda bem que o moisés é daqueles de vime branco beeeeem grandes rsrs. Eu PRECISO do meu pequeno pertinho de mim. Amo me levantar da cama só para ver se ele está dormindo bem. Amo acordar com o menor barulhinho que ele faz. Isso me dá uma segurança enorme. E amo pegá-lo de manhã e, após trocar-lhe a fraldinha e dar de mamar, colocá-lo para dormir ao meu lado na cama.

Ahhh e os olhinhos continuam azuis, chegando ao mesmo tom dos olhos do vovô e da tiitia. Será que ainda mudam?

Hoje não tenho mtas fotos, pois o papai emprestou a minha máquina para a vovó Zulmira viajar. Vovó Leila me emprestou uma dela, mas não sei mexer direito, de forma que as fotos não ficaram muito boas. Então, só para não perder o hábito, posto uma foto muito clarinha mesmo:



Nota: Miguel ri para tudo, exceto para a máquina fotográfica. Basta ver a pobrezinha e ele para tudo! Vai entender...