terça-feira, 10 de maio de 2011

Sobre a licença-maternidade... E o fim dela

Pessoal,

Fui convidada pela Dani para falar, no blog dela, sobre o fim da licença-maternidade, a minha decisão de voltar ao trabalho e sobre as dores e os sabores que permeiam essa decisão.

Como eu, há várias mamães passando por essa fase e elas, certamente, também têm muito a dizer. Estão todas convidadas a participar da conversa: http://navemamae.blogspot.com/2011/05/que-vai.html. Compartilhar é, sem dúvida, reconfortante.

Já tenho novidades sobre o assunto. Visitei muitas, muitas escolas e - acho - encontrei o lugar ideal para o meu Miguel. Tenho muito a dizer sobre essa busca e sobre detalhes (positivos e negativos) com os quais me deparei ao longo desses dias. Mas isso é assunto para outro post.

Por agora, basta dizer que a dor ainda é enorme, mas que há dentro de mim a certeza de ter tomado a decisão mais acertada.

Dani, obrigada pelo convite, pelo espaço.

Beijos!

13 comentários:

  1. É Tati...só sabe o quanto dói quem vive a situação!!! Força querida!!!

    Beijos mil

    ResponderExcluir
  2. Oi Tati, lindo seu texto no blog da Dani (Nave mamãe), sei bem o que está passando, e tbm vou falar um pouquinho dessa experiência.
    Espero que corra td bem e de td certo, Miguel é lindo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por participar Tati! E dividir esse momento com outras mães que passam pelo mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Tati
    Lindo o seu depoimento no blog! Cheio de emoção e sentimento, fiquei totalmente envolvida com ele...
    Beijos,
    Lucy

    ResponderExcluir
  5. Tati,
    nem preciso falar que chorei ao ler seu texto né... mas acho que estou na fase 4 também... passou aquela semana em que eu chorava ao olhar para o Pedro e pensar que tava acabando... Agora estou aceitando melhor a decisão que já tomei.
    O que me conforta é saber que a decisão não é definitiva... que se estiver insuportável ou prejudicando eu posso voltar atrás, saio do emprego e pego meu filho na hora! Agora se eu largar o emprego agora e perceber que não foi a melhor escolha, será que conseguiria voltar atras?
    Além disso tenho conversado com mães que tomaram a mesma decisão que nós duas e todas dizem ter sido difícil pra elas, mas que no fim foi ótimo para o bebê... e se é assim, eu aceito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Seu depoimento no blog da Dani me fez chorar, eu estou sofrendo muito pra decidir se volto ou não, meu salário faz muita diferença, mais vai ser duro ter de deixa-lo.

    ResponderExcluir
  7. Tati

    Passei para me desculpar, ams publiquei sem querer um post rascunho e tive que apagar, vi que vc comentou, portanto, me desculpe. Amanhã é o mesversário do Dudu, aí sim publicarei um post especial.

    Li seu texto lá no blog da Dani, entendo o que vc está passando, estou na mesma fase, mas ainda tenho que resolver algumas coisas para poder escrever a respeito...

    Força, amiga.

    Bjs no Miguel

    ResponderExcluir
  8. Ai Tati, vc me fez acordar... ainda estou na fase 2 que vc descreveu lá, mas tá chegando o momento cruel da licença terminar, e dói muito pensar em ficar longe do meu pequeno. Mas sei que é preciso ser mais racional nesse momento, pois também amo muito meu trabalho...

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  9. Tati, q texto sensível! Captou meus sentimentos. Otima ideia da Dani e sua participação. Sofri muito em dezembro, nem consegui comentar no blog e na época, ninguem estava comentando isso nos blogs, me senti sozinha, um ET, cheguei a pensar " será q estou sendo precipitada de já planejar etc etc, pois eu iria aproveitar as minhas férias de janeiro para pesquisar creches.
    Enfim, em dezembro eu e marido já decidimos diminuir minha carga horária para ficar mais com o Erik. E eu adoro e sou super agitada com minha profissão. Tinho 3 empregos. Desisti de dar aulas na Universidade, empresa privada. Vou continuar nos dois cargos públicos em que sou concursada, mas com carga mínima e trabalharei só no período da tarde, de terça a sexta, até ele completar um ano. Aí o Erik ficará com minha mãe que mora 30min de casa, mas vale a pena por todo o carinho e confiança que estará rodeado.

    Existe uma possibilidade disso melhorar: se a minha licença-premio for aprovada, poderei ficar com o Erik até 10 de novembro, indo trabalhar apenas 2 tardes. Estou torcendo mas até agora nenhum sinal q foi aprovada.
    Em 2012 não sei se poderei continuar com a carga horária mínima, mas vou tentar. Se não, já escolhemos a escolinha q ele vai ficar e nos preparando para os preços q pagaremos... Aguenta coração!!!
    Quero muito trocar idéias e poder desabafar pois quando o momento chegar é difícil demais. Mesmo conhecendo várias mães que passaram por isso, todas disseram q dói demais, mas dp se acostuma... porém, não conseguiram falar direito sobre o assunto...acho q deve doer ainda, sentir culpa, sei lá... não é fácil falar sobre sentimentos que nem nós entendemos direito, não é?

    Desculpe a carta longuíssima, mas me senti super a vontade para falar contigo e com a Bruna do Pedro tb.

    bjao e abração

    ResponderExcluir
  10. Tati!!!
    Li teu texto no blog.
    Torço para que tu consigas achar um lugar ótimo para o Miguel e que teu retorno ao trabalho seja com muito sucesso!
    Enquanto isso, aproveita pra cheirar bastante o teu pequeno!!!!
    Beijinhossss nossos!

    ResponderExcluir
  11. Tati,
    Li o que escreveu no Blog da Dani.
    Sou mais uma mãe passando por isso!!
    Também estou pensando como a Bruna (mãe do Pedro): a princípio, Beatriz irá para a escolinha e eu volto a trabalhar. Se nenhuma das 2 se adaptar a esta nova rotina, largo meu emprego e fico com minha filha!

    Boa sorte para todas nós mães que estamos passando por esse momento. Deus nos confortará!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Tati, mta força na volta ao trb...sei q nao sera facil fikr longe do Miguel...mas sei q tomará a decisao mais acertada e ele entenderá isso qd puder...
    bjinhu p vcs dois

    ResponderExcluir
  13. Oi Tati,
    conheci seu blog no nave mãe, força que tudo vai dar certo!Com o tempo tudo se acerta, tenho amigas que trabalham, e deixam seus filhos na creche, e adoram, elas curtem muito o final de semana, a noite, vcs terão que se organizar, e que dê tudo certo!
    O Miguel é um lindo,parabéns!
    beijos
    Angi
    http://maedeguri.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Vamos adorar saber o que você pensa a respeito. Pode comentar!