quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

"Quase 2 anos" ou "Meu Bebê"

Ando meio saudosista... Meio apreensiva ao mesmo tempo. Falo em relação ao Miguel.

Saudosista porque, puxa, daqui a 5 dias ele completa 2 aninhos! Faltam só 5 dias! E eu ainda fico me lembrando do dia em que ele nasceu, de como ele era pequenino, de como cabia tão bem no meu colo, de como ele era bonzinho, das musiquinhas que eu cantava para ele...

E apreensiva porque, ao mesmo tempo que tudo passou tão depressa e ele já está um meninão, para mim ainda é um bebê. Um bebê que precisa de toda a minha atenção e de todos os meus cuidados. Só que estou grávida de quase 7 meses. Isso significa que em pouco mais de 2 meses eu terei um recém-nascido em casa. E é aí que começa a minha angústia: como vai ser? Como vou dar colo para os dois? Miguel não vai sentir muito? Meu Deus, por mais que eu fale com ele, eu tenho certeza de que ele não faz a mínima ideia de que, em tão pouco tempo, terá outro bebê aqui em casa. Como será isso tudo?

Não estou arrependida. Estou com medo. Mas também não quero mais falar disso. Este post é pra falar do Miguel. Na verdade, o objetivo real é contar e registrar que, faltando 5 dias para completar 2 aninhos e me pegando num momento de apreensão como falei acima, o meu lindo menino quis dormir como um bebê. E eu o ninei, embora não no colo porque o barrigão nem permite.

Foi assim:

Tomamos banho. Ele disse que queria nanar. Pediu colinho da mamãe. Tentei um colinho sentada, mas ele queria que balançasse. Eu não podia ninar os quase 13 kg de Miguel no colo, com esse barrigão. Ele disse que podia ser no carrinho (sim; o carrinho de bebê que o embalou por cerca de uns 10 ou 12 meses e que brevemente embalará o irmãozinho). Eu o coloque lá. Ele se aninhou como pode (ora, ele nem cabe mais no carrinho), pediu que eu o cobrisse. Eu coloquei o lençolzinho sobre ele, embrulhei os pezinhos caídos para fora do carrinho... E fiquei ali... balançando o carrinho e pensando que, talvez pela última vez, eu estava vendo o meu menino como um bebezinho; como o bebezinho que só existe na minha cabeça e no meu coração.

Faltando 5 dias para ele completar 2 anos, fiz tudo como eu fazia quando ele tinha poucos meses... E registrei, porque pode parecer bobo, mas para mim foi emocionante. Não sei se seria para qualquer mãe. Mas certamente foi para mim, grávida de 7 meses e apreensiva pensando como será daqui a pouco.

É isso.

Beijos nossos e, digam, o meu bebê não é lindo?



segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Meu Miguelzinho - 1 ano. 11 meses.

Post escrito em 29/12/2012 (e não publicado até hoje):



1 ano. 11 meses.

Falta só um mês para o meu pequeno anjo completar 2 aninhos. Não sei como o tempo pode passar tão depressa. Tenho um menino cada vez maior, mais esperto, mais inteligente, mais carinhoso, mais adorável e mais arteiro.

Decidi que, a partir dos 2 aninhos, não farei mais esses posts mensais. Meu filho está crescendo, já fala absolutamente tudo, corre, canta, pula... E as novidades passam a não ser mais tão grandes. Na verdade, para mim, cada sorriso é novo, mas é algo mais abstrato do que tudo o que dá para escrever aqui. Então farei assim: postarei, sem data marcada, uma foto, um vídeo, um fato... Nada de postagens mensais mais.

Sobre a comemoração dos 2 aninhos, resolverei nos próximos dias. Já havia decidido que não teríamos festão como o de 1 ano. Isso porque temos um quarto LINDO para fazer! Mas não significa que não comemoraremos, certo? Apenas será algo mais íntimo e discreto. Então logo falarei sobre isso por aqui.

E quanto ao quarto? Bom... a caminha está comprada e em casa (ainda desmontada) e os móveis planejados já estão orçados, aguardando o início do ano para fazermos a encomenda. Assim, chegarão até início de fevereiro. O papai Diego quer fazer uma iluminação especial, com rebaixamento de gesso. Tenho certeza de que vai ficar lindo! As cores ficarão por conta de uns adesivos super fofos que estou escolhendo com muito amor.

Ahhh o Natal... Ano passado o Miguel ainda era muito pequeno para aproveitar de fato, mas este ano... ele se esbaldou antes, durante e depois! Amou os preparativos, os enfeites, as luzes, os papais-noéis (desde que bem longe dele, por favor), a nossa linda árvore. Na noite de Natal, encantou-se pelos presentes. Tantos, que perdemos a conta! Todos muito especiais, dados por pessoas especiais! E o dia 25, com certeza, entrou para a história do Miguel como o dia em que ele mais brincou na vida. Não dormiu 1 segundo sequer. Não parou nem para comer. Passou o dia sem fralda, brincando com água e com os presentes novos. Aproveitou cada segundo com muito entusiasmo. Por volta de 21h30, tomou um banho e desmaiou no colo da madrinha. Só acordou às 10h30 da manhã do dia 26. Foi um muito FELIZ NATAL!!!

Beijos nossos,

Tati, Miguel e Bernardo