sábado, 27 de novembro de 2010

Mamãe de molho - Parte 2

É... ontem - pela 2.ª vez em uma única semana - fomos parar na emergência do hospital.

Cheguei ao trabalho já com um pouco de dor de estômago. Eu tenho gastrite há 10 anos; sei que - da mesma forma como a dor surge - a dor vai embora. Pensei: "vou tomar café da manhã e logo essa dor passa". O relógio marcava 8h30 da manhã.

Às 9h30, eu não tinha mais posição: a dor apertava a cada minuto. Por volta das 9h45 eu cheguei à conclusão de que nunca havia tido uma crise de gastrite tão violenta. Comecei a chorar; não sei se de dor ou de desespero por não conseguir me livrar daquele incômodo tão grande. Acabei preocupando todas as pessoas que estavam por perto (aproveito para agradecer o carinho sincero!!!). Às 10h, fui convencida de que não havia alternativa plausível além de ir para uma emergência.

Caía um dilúvio em Belo Horizonte.

Por volta das 10h45, acompanhada da Raquel (minha cunhada, amiga querida, titia do Miguel e colega de trabalho), fui atendida pelo médico. Eu ainda chorava muito de dor. Ele me examinou: colo fechadinho (em momento algum eu duvidei disso. A dor era no estômago e eu me conheço bem! Embora muito mais forte e persistente, era a mesma dor que de vez em quando sinto há 10 anos!!!). Ouvimos o coraçãozinho do Miguel (agitadíssimo como sempre e, graças a Deus, certamente alheio à minha dor). Fui para um ambulatório, tive de tomar Ranitidina + Omeprazol na veia (minha mão ainda está dolorida) e fiquei em observação por cerca de 1 hora. A dor custou a passar.

Meu pai me buscou no hospital. Passei a tarde quietinha e, confesso, com medo de voltar a sentir aquela dor imensa quando o efeito da medicação passasse. Não aconteceu; ainda bem. Agora, 4 vezes ao dia eu tenho de tomar um remedinho para não voltar a ter crise. Eu só não sei até quando devo tomar, pois não está escrito na receita e eu - lógico - nem me lembrei de perguntar ao médico (grávida já não consegue se lembrar de muita coisas; sentindo dor, então, aí é que não tem a menor chance!), mas terça-feira tenho pré-natal e perguntarei à minha obstetra. Suspeito, porém, que eu não deva parar de tomar até o fim da gestação.

Estou melhor, mas chateada por ter precisado tomar remédio (já contei o quanto estava evitando). Bom... do jeito que eu estava não dava para ficar!

Espero, sinceramente, que eu tenha esgotado nessa semana a minha cota de idas à emergência. Só quero voltar ao hospital daqui a 9 ou 10 semanas.

Aproveito para agradecer o carinho das amigas gravidinhas! Obrigadíssima pelos recadinhos. Beijos nas barriguinhas!!!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Mamãe de molho

Oi, Filho!

Hoje mamãe não se sentiu bem: muito inchaço, náuseas, diarreia, dor na barriga, tontura... uma indisposição danada! Estava no trabalho, mas precisei pedir ao papai que me buscasse; precisávamos nos certificar de que estava tudo bem com você.

Fomos ao Hospital Mater Dei (é lá que vc vai nascer, meu amor!). A médica me examinou e ouviu seu coraçãozinho. Você se mexeu sem parar, provando que continua maravilhosamente bem. Mamãe deve estar com uma virose (esse é o nome dado a qualquer coisa que nos faz passar mal, mas ninguém sabe o que é rsrs) ou deve ter comido algo que não fez bem. A médica pediu para mamãe fazer repouso, pois precisa desinchar (e isso nada tem a ver com a tal virose) e beber bastante líquido, para não desidratar. Passamos a tarde de pernas para cima na casa da vovó Leila, que fez sopinha pra gente. Bebi bastaaaaaaante água e comi várias frutinhas.

Filho, estamos na trigésima semana e a gravidez tem sido muito tranquila; essas indisposições bobas são normais. Você não precisa se preocupar. Mamãe não teve nada de enjoos, vômitos, sangramentos nasais, azia... e nem nada sério, como sangramentos. Tudo de chatinho que mamãe sente são os inchaços e o incômodo no nervo ciático. Somando essas coisinhas, elas são NADA se comparadas à alegria de ter você dentro de mim, crescendo, chutando, acordando mamãe à noite com aquela mexeção danada, respondendo qdo mamãe aperta de levinho a barriga, fazendo de conta que vai pegar o seu pezinho... Como é legal ver esse barrigão esticando pra lá e pra cá, numa sintonia perfeita com o seu mexe-remexe.

Ao mesmo tempo que não vejo a hora de te ver (mas pode ficar sossegado por mais 10 semaninhas, ok?), vou sentir muita falta de você na minha barriga. 

TE AMOOOOO bem grandão, do tamanho do universo!!!

Beijos,

Mamãe

domingo, 21 de novembro de 2010

Mais um selinho!

Obrigadíssima, Fátima, pelo selinho fofo:

Regrinhas:

1- Publicar o Selinho Este blog é um Sonho e as regras. Aqui estão elas!


2- Postar um link de quem o indicou. Fátima: http://fredericando.blogspot.com/

3- Indicar 10 blogs para ganhar o selo. Como demorei a postar, a maioria de minhas amigas blogueiras já ganharam o selinho, mas ofereço - mesmo assim - a todas aquelas que criaram o blog para falar da realização de um SONHO, pois - sendo assim - esses blogs só podem mesmo ser UM SONHO!!!

4- Dizer as 10 coisas mais importantes da sua vida (desejos,sonhos,realizações e etc.)

1- Deus  (responsável por tudo de bom que tenho e que terei)
2- Minha família
3- Minha família
4- Minha família
5- Minha família (Sim. Uma só posição não retrata a importância real da minha família.)
6- Saúde (minha e da minha família)
7- Inteligência (que me empurra pra frente a cada dia mais)
8- Minha casa (lar construído, dia a dia, com muito amor)
9-  Meus Sonhos (meus motivos)
10- Meu trabalho (que me garante oportunidades)

Beijos a todos!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

US 4D

Enfim, nossa ultrassonografia 4D...

Aconteceu ontem, quinta-feira. E como foi bom saber que o ilustre e amado morador da minha barriguinha está esbanjando saúde e já conta 1,285Kg e 37cm!!! Lindo, gostoso, fofo da mamãe!!!

Devo contar às minhas amigas barrigudinhas que ainda não passaram por isso que eu esperava imagens mais perfeitas, mais definidas. Na verdade, elas não são assim tão nítidas (engraçado como só notamos isso quando é o NOSSO bebê). É como se olhássemos o bebê dentro de um copo d'água. A imagem parece achatada, disforme...

Fiz num local excelente, com aparelhagem de 1.ª qualidade, mas o médico, muito pacientemente, explicou que é assim mesmo: a imagem depende - muito - da posição do bebê e da quantidade de líquido entre o rostinho dele e o aparelho. Quanto mais perto da placenta o bebê estiver, menos qualidade tem a imagem. E o meu Miguel, como o médico disse, estava "beijando a placenta". Resultado: temos imagens beeeem achatadas. Mas não importa: mesmo não dando para distinguir bem as proporções do rostinho do meu pequeno, já sei que ele tem bochechas gostosas e - até arrisco - traços do papai gatíssimo!!!

Abaixo, compartilho algumas fotos. Tudo bem, temos de usar a criatividade para enxergar bem o meu Miguel. Mesmo assim, a mamãe aqui dá uma espiadinha nas fotos de minuto em minuto rsrs.

Beijossss




Ahhh, vale colocar também fotos do papai e da mamãe (de pertinho) para vermos as opiniões: com quem o Miguelzinho se parece??? 


 



quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Vídeo, Miguel, Luna e o meu coração transbordando

Engraçado como algumas coisas nos tocam de uma maneira tão, tão especial.

Hoje a minha amiga Joaninha me mandou um vídeo lindo. Inevitável: só enxerguei Luna e Miguel no filminho! Fiquei emocionada, com nó na garganta mesmo!

As pessoas que me conhecem sabem da importância da Luna em minha vida. Ela é parte da minha família e eu a amo profundamente. E imaginar Luninha brincando com Miguel é algo que "me pega"; faz meu coração transbordar de alegria, de emoção.

Compartilho o vídeo, a seguir. Estou certa de que entenderão o quanto foi sublime eu assistir a esse vídeo, com Miguel pulando dentro de minha barriga:


Abaixo, fotos feitas pelo papai, anteontem (Luninha, Miguel na barriga e eu):



domingo, 14 de novembro de 2010

Novidades, alegrias, bagunças e ansiedade

Quarta-feira ficamos de molho no laboratório: hemograma, exames de urina e o chatinho exame de glicemia pós-dextrosol (argh). Os resultados saíram logo no dia seguinte. Bom demais: nenhuma alteração a não ser um iniciozinho bobo de anemia. Nada preocupante. Vou reforçar o feijão rs

Encomendamos os kits de berço. Dois. Lindosssss. Só ficarão prontos no início de dezembro, mas eu estou encantada desde já!!! São do jeitinho que mamãe sonhou!!!

Ontem, sábado, CHEGARAM OS MÓVEIS!!! Estão desmontados, embalados em caixas bem lacradas. Só dá para identificar a poltrona e o puff. Mesmo assim, fiquei TÃO FELIZ!!!

A casa está bem bagunçada, pois o quarto do Miguel todo está espalhado por outros cômodos: as (muitas)sacolas de fraldas e roupinhas e as caixas de bebê conforto, carrinho, banheira, suporte para automóvel, etc. etc. estão num quarto. As roupinhas já lavadas e passadas (pela vovó!!!) estão no quarto da mamãe e do papai, livres de qualquer poeira. As caixas dos móveis estão na sala de jantar. A poltrona está na salinha de estar, toda embalada. A esteira (sim; mamãe precisa caminhar) está "decorando" a sala de TV. Que bagunça!!! O quarto do Miguel está quase vazio, pois vamos começar a pintar, mudar um detalhe da moldura de gesso e colocar o papel de parede. Só depois é que poderemos agendar a montagem dos móveis e, então, acabar com essa baguncinha!

Hoje fomos novamente à feira de artesanato da Av. Afonso Pena. Compramos protetores para carrinho e bebê conforto (branquinhos. Lindos), algumas toalhinhas de boca e um aconcheguinho. Tudo ficou na casa da vovó porque ela vai lavar. Por isso não temos fotos. Voltando da feira, tive algumas contrações, mas passaram logo.

Ahhh hoje lavei as primeiras roupinhas do Miguel. Vovó Leila já lavou várias, mas essas foram as primeiras lavadas por mim, aqui em casa. Confesso que escolhi lavar primeiro algumas pecinhas mais simples, pois tudo é tão delicado; tenho medo de estragar rsrs. Não, não tenho costume de estragar roupas; muito pelo contrário: se tem algo no serviço de casa de que gosto é lavar roupas. Acontece que as roupas do MEU FILHO são muito especiais; bate uma insegurança, ué... rs. Mas lavei. Estão no varal, secando. Usei um sabão de coco especial e um tiquinhozinho de amaciante. Não quero o Miguel alérgico, então as roupinhas não podem ficar exageradamente perfumadas.

Está agendada para quinta-feira a nossa US 4D. A ansiedade começa a bater... Mal posso esperar para ver o rostinho lindo, lindo do meu pequeno (que, por sinal, já deve ter quase 40 cm). Esta semana será especial!!!

Ando pensando nos produtos de higiene que usaremos... Shampoo, sabonetes, óleos, pomadas, hidratantes... Ainda não sei que marca usar. Preciso de dicas, opiniões...

Algumas fotos, para registro (a sala bagunçada - poltrona, móveis embalados -, o varal com as primeiras roupinhas lavadas pela mamãe e a Luna, olhando para mim e pensando: "Meu Deus, por que essa maluca está fotografando o varal???")

 


domingo, 7 de novembro de 2010

Tudo redondinho...

Filhinho, mamãe sempre teve um rosto bem fininho, mas - agora - vendo as fotos que papai tirou ontem, bate uma dúvida: o que está mais redondo??? A cara da mamãe ou a barriga da mamãe?

Nossaaaaaaaa rsrsrs



                                           

sábado, 6 de novembro de 2010

Sonhei com Miguel!

Sonhei com você, meu amor!!!

Lembro-me de pouca coisa, mas seu rostinho lindo está gravado na minha memória e no meu coração. Eu estava enxugando você, quando olhei para os seus olhinhos e percebi que era o bebê mais lindo de todo o mundo. Então eu sorri e você sorriu de volta, esticando as mãozinhas em direção ao meu rosto. Eu enrolei você na sua toalhinha laranja com leãozinho no capuz (é uma graça; presente da sua vovó Leila) e me pus a fazer fotos de você.

Sabe o que eu queria fazer agora? Ver essas fotos, pois foram as mais lindas que já fiz (acordada ou sonhando!).

Você, no meu sonho, era um bebê muito, muito fofo (como mostra a foto da sua última US, de 22 semanas), de pele bem clarinha e bochechas rosadas, lábios lindos, nariz bem-feito, orelhinhas pequenas e cabelos castanhos beeeeem claros, quase dourados, como os da mamãe. Era lindo além da conta!!! E tinha o sorriso mais encantador que alguém pode ter. Me emociono só de lembrar!!!

No final, eu disse: "Miguel, você é o bebê com o qual a mamãe sonhou durante toda a vida, desde quando embalava apenas bonecas. Como eu te amo!!!"

Acordei "nas nuvens", filho! Como é doce a sensação de ter estado com você!!!

Abaixo, fotos da toalha de banho com a qual eu enxuguei você no sonho.


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A vida própria da barriga e a nossa caminhada

As minhas amigas barrigudinhas vão saber do que estou falando. Para os demais caros leitores, talvez esse post seja meio surreal: Vocês já imaginaram o que é carregar na barriga um bebê de quase 40cm? Já imaginaram o que é perceber que, de repente, não mais do que de repente, a sua barriga ganhou vida própria???

Pois é assim mesmo que estou me sentindo há cerca de 1 semana. Até então, eram lindos e fofos chutinhos!!! Agora são verdadeiros nocautes nos lugares mais estranhos possíveis. Ora o Miguel se encolhe todo de um lado só (como se ele coubesse!!!) e faz com que a minha barriga pareça uma montanha-russa cheia de "descidas e subidas" (ai, e como as subidas estiiiiicam a minha barriguinha), ora ele enfia o pezinho em algum lugar beeeeeeem lá no fundo e fica brincando de chutar esse tal lugar, que dói e dói (seria a minha bexiga???). E de madrugada??? Ele ainda não sabe que é hora de mamãe dormir; ele quer brincar!!! Então o que ele faz??? Chuta e chuta!!! Até a mamãe acordar... E assim passamos as madrugadas, brincando de de ver quem é mais teimoso: a mamãe que quer dormir ou o Miguel que quer brincar?

Agora vou contar o mais surreal dessa história toda: EU ADOROOOO cada uma dessas sensações. Até mesmo adoro acordar de madrugada devido a esses chutinhos prá lá de fortes! Por quê???? Estou maluca??? Não!!! Estou me tornando MÃE!!!

Ahhh Mamãe tem caminhado na esteira porque isso evita "desculpas" nos dias de chuva. Hoje, porém, mamãe ficou com pena da Luninha (que estava com cara de quem queria passear), se animou com o tempo bom e convidou o papai para caminhar na praça. Fomos nós quatro: Mamãe, Papai, Luna e Miguel na barriga. Caminhamos bastante. Quando chegamos em casa, papai notou que havia perdido o celular da mamãe (que estava no bolso dele). Claro! Papai pulou tanto com a Luninha na praça, que o pobre celular deve ter caído na grama. Voltamos à praça! Procuramos por uns bons 20 minutos (papai ligando do cel dele, para ver se ouvíamos alguma coisa ou víamos alguma luzinha piscando na grama). Por fim, encontramos; demorou porque o celular caiu com a tela virada para baixo e a mamãe tem mania de deixar o volume do toque beeeem baixinho. Papai reclamou: "Puxa, não sei pq vc deixa o cel tão baixo! Tem de aumentar o volume quando sai do trabalho!!!". Não dá. Se eu aumentar, certamente vou me esquecer de diminuir no dia seguinte. Estou grávida e não tenho a mesma memória de antes... Mas agora estou pensando: acho que a gravidez afeta os neurônios do papai também!!! Como pode o celular cair do bolso dele e ele só perceber depois que chegamos em casa??? rsrs  Resultado da caminhada: Luna abanando rabinho, feliz pelo passeio; Miguel se sentindo embalado pelo vai-e-vem da barriguinha da mamãe; Papai segurando firmemente os pertences perdidos e Mamãe com a certeza de que o papai também anda um tantinho desligado... rsrs Valeu!!!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Oração

Filho,

Ganhei há algumas semanas uma linda oração de uma gravidinha que trabalha comigo (Raquel Almeida). Coloquei ontem a oração num quadro bonitinho para publicar aqui.

Aproveito para oferecê-la a todas as gravidinhas que visitam o nosso blog. (Meninas, estejam à vontade para, se assim o desejarem, pegar a imagem e publicar também no blog de vocês.)