quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Miguel - 1 ano e 7 meses de MUITA travessura

Por que não paro de dizer que o tempo está passando depressa demais? Isso está virando clichê por aqui, mas é a tão mais pura verdade... Meu filhotinho está completando hoje 1 ano e 7 meses. Meu Deus, isso é muito perto de 2 anos... e com 2 anos, oficialmente, eles são “promovidos” de bebês para crianças!!!


Ahh... e que criança linda e lavada é o meu Miguel. Tem se desenvolvido a passos tão largos, que às vezes me perco mais babona a cada dia:

Já contei que ele falava muitos nomes, mas não o seu próprio. Agora fala: MIGAL! E eu acho o máximo. E pergunto o tempo todo!

Tem tagarelado para mais. Repete praticamente tudo o que falamos, nomeia coisas, pessoas e ações. Gosta de falar. E gosta de cantar. Canta músicas quase inteiras, principalmente as da Galinha Pintadinha. Acha que Pcs, ipads, notebooks e celulares servem, basicamente, para assistir a vídeos no Youtube!

Reconhece quem é o dono de quê e não gosta que ninguém pegue o que não é seu. Nem por um segundo. Se alguém encosta na minha bolsa, ele protesta imediatamente: MAMÃE!!! MAMÃE!!! Também não gosta quando vê “largada” alguma coisa. Se o papai está de chinelo e ele vê um par de sapatos do papai no chão, entrega para o papai! Bem, a intenção não é que o papai guarde, mas que o papai calce! Vai entender rsrsrrs.

Quer escolher o que vai vestir e o que vai calçar. E não gosta de ser contrariado. O pior é quando resolve calçar os sapatos antes de colocar fralda, calça, meia e Cia. Também não é muito bacana quando cisma que não vai tirar os sapatos para tomar banho ou na hora de dormir. E, sim, já dormiu de chinelinho porque não houve quem o convencesse a parar de chorar.

Gosta de usar toucas, capuzes e bonés.

Ama a Luna mais a cada dia e isso não é novidade, né?

Ganhou da vovó Leila um peixinho Beta. Adora. Quer dar comidinha a ele toda hora, mas nós não deixamos.

Abre as portas de todos os armários, tira tudo de dentro e faz aquela bagunça. Cismou de abrir também a adega do vovô Luiz. E a única solução foi colocar uma trava nela. Ou teríamos garrafas quebradas em breve!

Sobe em tudo, especialmente no vaso sanitário. Basta 1 segundo de distração. Dia desses, deixei a porta aberta por um segundo. Ele entrou, subiu no vaso, arrancou o perfumador de ambiente da parede e eu o peguei lá em cima, espirrando sem parar.

Danado demais, levou 2 tombaços na escola somente na semana passada: no 1º, estava correndo demais atrás da bola, caiu, bateu a cabeça e ganhou um galo enorme e roxo na testa. No 2º, estava almoçando sozinho no cadeirão (que é bem baixinho, próprio para a criança comer sozinha mesmo), subiu, se apoiou na mesinha (que não é própria para apoio de menino levado em pé) e caiu pra frente. Machucou bastante a boquinha, que ficou roxa e inchada. As responsáveis por ele e pela escola pediram um milhão de desculpas, disseram que tudo aconteceu num pequeno segundo de desvio de olhar. Bom... eu sei o filho que tenho e não fiquei chateada. Entendi perfeitamente.

Quando alguém pergunta o que há na barriga da mamãe, ele responde: NENÉM!!! Acho que ainda não sabe o que isso quer dizer; apenas decorou. Dia desses eu apontei o cesto de vime (que fica no meu quarto) onde ele dormiu logo que nasceu e disse: “Quando o neném sair da barriga da mamãe, vai dormir aqui.”. Ele simplesmente gritou: “NÃO!!!”, fez um bico e não se fala mais nisso por enquanto.

Miguel nunca dormiu no quarto dele. Depois do cesto, eu tentei colocá-lo no berço, mas fiquei com o coração apertado demais. Improvisei uma caminha ao lado da minha, amei a ideia, e nunca mais o devolvi ao berço e ao quarto lindo que fiz para ele. Agora, grávida novamente, veio a dúvida quanto ao que fazer e a certeza de que é necessário adaptá-lo ao espaço dele bem antes da chegada do irmãozinho, para que ele não sinta. Então o plano é desocupar o quarto do computador e montar lá um novo quarto para o Miguel, e não para o bebê.

Esse quarto funciona hoje como escritório, biblioteca e quarto de hóspedes, mas é totalmente improvisado e precisava mesmo de uma solução. Um espaço da casa no qual nunca havíamos pensado por conta da ordem de prioridades mesmo. Agora é a hora.

Mas o que fazer com tantos livros, cama de solteiro, uma cômoda enorme, uma estante com televisão e a mesinha do computador?

É aí que começa o drama: a casa não é pequena, mas todos os demais cômodos foram bem pensados: meu quarto, quarto do bebê, sala com 2 ambientes e mais uma sala de TV (que era linda e hoje mais parece uma brinquedoteca).

Na área externa de fora, temos um quintal bem razoável, no qual hoje temos apenas um telhado. Será uma varanda gourmet, mas o projeto foi adiado rsrsr. Bom, meu plano n.º 1 é desfazer o telhado (não ser esganada pelo marido), fazer uma laje no lugar, construir um salão em cima, que funcionará como escritório, biblioteca e brinquedoteca e, de uma vez, esvaziar o quarto do computador e recuperar a minha sala de TV. Nada mal, né? Para completar, embaixo do salão, a varanda gourmet.

Se não for possível, o plano n.º 2 é me desfazer de muita coisa, doar livros para uma biblioteca e passar o computador para o meu quarto, com uma linda mesinha de vidro. Espaço no meu quarto não falta. Mas... Tomara que não seja preciso. Quero mesmo o meu salão! rsrsr

De um jeito ou de outro, meu lindo primogênito terá um quartinho novo, com sua carinha: caminha com escorregador, mesinha para desenhar, uma cabaninha cheia de brinquedos e por aí vai. É ou não é um bom incentivo para ele dormir no quartinho dele? Além do que, acho que – independente da nova gravidez – agora é que está mesmo se aproximando o tempo de ele dormir longe de mim. Pelo menos pra gente, esse é o tempo!



Por hoje é só!

E fotinho do meu lindo:






Beijos nossos

4 comentários:

  1. Acho que se vc fizer um quartinho bem legal, colorido, cheio de novidades o seu filho vai querer dormir nele. Tomara que dê certo e que ele se acostume rápido, né?
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Tati o Migal ta muito lindo e vai amar o quarto novo,o quarto do Raul que é a brinquedoteca, ele ama o cantinho dele ....... durante o dia.... pois a noite e para o meu carto(como ele diz) que ele dormi desde sempre....

    ResponderExcluir
  3. Como sempre leio os posts sobre o Miguelito e vejo meu Pedro... como são parecidos no desenvolvimento!
    Pedro aprendeu a responder PEDO qndo pergundo seu nome... e quando quer que eu faça algo para ele que ele não sabe nomear, ele fala repetidamente PE, que é como eu o chamo na maioria das vezes.
    Pedro ama infinitamente a nossa cachorra também, mas não só ela, ama cachorros no geral...
    Também me entrega o chinelo sempre que deixo largado e fala pé... e me calça do jeito dele...

    ainda não escolhe a roupa, mas teima muito ao se vestir... tá travesso viu Tati...

    Achei o máximo ele ter dito não para o nenem ir pro cesto kkk... deve ser uma experiencia maravilhosa preparar o primeiro pra chegada do segundo! Não vejo a hora de passar por isso tb!

    Deixa eu te perguntar, como você está lidando com isso de ele não querer que peguem as coisas? Por que o Pedro entrou na fase do "é meu, é meeeeuuuu!" E eu acho muito feio rs, tento ensinar a dividir, emprestar etc, mas tem sido difícil, ele cisma que a porta da casa dos outros e dele e só tiro ele da porta na base do chororo....

    Beijão no miguel e na sua barriga que voltou a ser liiiiinda!

    ResponderExcluir
  4. Seu blog é lindo e seu filhote mais ainda, parabéns!
    Estou seguindo :))
    Abraços!

    ResponderExcluir

Vamos adorar saber o que você pensa a respeito. Pode comentar!